Novas Fronteiras entre as Telenovelas Exibidas nos Estados Unidos e a Comunicação Publicitária/Nuevas fronteras de las telenovelas latinoamericanas en Estados Unidos y su comunicación publicitaria

Dhione Oliveira Santana, Raquel Marques Carriço Ferreira

Resumen

A Soap Opera é um produto típico da América Latina, e está presente acentuadamente na cultura hispânica nos Estados Unidos. O classificações sucesso das novelas no canais hispânicos nos Estados Unidos também reflete a atração de investimentos da publicidade televisiva nos esses produtos, e algumas ações de anúncios estão ocorrendo em formas nunca antes experimentado. Neste contexto, o presente pesquisa tem como objetivo refletir sobre as novas possibilidades de promoção e consumo com as parcelas de sabão óperas na América Latina, através principalmente de direta e fontes indiretas de documentação.

La telenovela, un producto típico de América Latina, está presente notablemente en la cultura hispana en los Estados Unidos. El éxito de audiencia de las telenovelas en canales hispanos en los Estados Unidos también refleja los inversiones en la publicidad televisiva en estos productos, y algunas acciones se están produciendo de una manera nunca antes experimentadas. En este contexto, esta investigación tiene como objetivo reflexionar sobre las nuevas posibilidades de promoción y el consumo de las tramas de las telenovelas en América Latina, a través principalmente de los datos de fuentes bibliográficas directas e indirectas.


Palabras clave

Televisión; Product Placement; Transmedia; Crossmedia; Telenovelas

Referencias


ACOSTA-ALZURU, C. (2010). Beauty Queens, 'machistas' and street children. The production and reception of socio-cultural issues in telenovelas. International Journal of Cultural Studies, 13(2), 185-203. https://www.doi.org/10.1177/1367877909356719

ADRIANZÉN, E. (2001). Telenovelas. Cómo son, cómo se escriben. Lima (Perú): PUCP.

ANDRADE, R. M. B. (2003). O fascínio de Scherazade: os usos sociais da telenovela. São Paulo, Brasil: Annablume.

APREA, G; MARTÍNEZ MENDOZA, R. C. (1996). Hacia una definición del género telenovela'. En SOTO, M. (Coord.), Telenovela/Telenovelas. Los relatos de una historia de amor (pp. 17-30). Buenos Aires, Argentina: Atuel.

AZTECA, A. (2013). Disponível em http://goo.gl/0Prm62

BOURDIEU, M. V. (2014). Pasión, heroísmo e identidades colectivas. Un recorrido por los últimos veinticinco años de la telenovela Argentina. Buenos Aires, Argentina: Universidad Nacional General Sarmiento y Biblioteca Nacional

CABRUJAS, J. I. (2002). Y Latinoaméica inventó la telenovela. Caracas (Venezuela): Alfadil Ediciones

CALZA, R. (1996). O que é telenovela. São Paulo (Brasil): Editora Brasiliense.

CAMPEDELLI, S. Y. (1987). A telenovela. São Paulo (Brasil): Ática.

CANAL UNIVISION. (2012). The Hispanic Hearbeat of America. Recuperado em 01 de abril de 2013. Disponível em http://goo.gl/NvCWV7

CORREIA, D. e FILGUEIRAS, L. (2008). Introdução à mídia cruzada. In: Grupo de Estudos em interação do LTS, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Disponível em http://goo.gl/y8MLVy

COSTA, C. A. [2000]. Milésima Segunda Noite. Da narrativa mítica à telenovela. Análise estética e sociológica. São Paulo (Brasil): Annablume.

DAVILA, A. (2000). O lado latino da Avenida Madison: A Publicidade e As Ficções da Cultura latina. Caderno CRH, 13(32), 109-130.

FIGUEIREDO, C. (2005). Redação publicitária: sedução pela palavra. São Paulo (Brasil): Thomson Learning.

FINGER, C. C. (2012). Crossmedia e transmedia: desafios do telejornalismo na era da convergência digital. Em Questão, 18(2), 121-132. Disponível em http://goo.gl/l8d3yn

JENKINS, H. (2008). Cultura da convergência. São Paulo (Brasil): Aleph

LOPES M. I. de V. e VILCHES, L. (2008). Mercados globais, histórias nacionais. Anuário Obitel. São Paulo, Brasil: Globo.

LOPES, M. I. de V.; & Uribe, B, A. (2004). Telenovela: internacionalização e interculturalidade, Vol. 4. São Paulo(Brasil): Loyola

LOPES, M. I. V. (1999). Telenovela brasileira: uma narrativa sobre a nação. Comunicação & Educação, 9(26),17-34.

LOPES, M. I. V. e GÓMEZ, G. O. (2011). Qualidade na Ficção Televisiva e participação transmidiática das audiências: Obitel. São Paulo (Brasil): Globo.

LOPES, M. I. V. e GÓMEZ, G. O. (2009). A ficção televisiva em países ibero-americanos: narrativas, formatos e publicidade. Anuário Obitel. São Paulo (Brasil): Globo.

LOPES, M. I. V. e GÓMEZ, G. O. (2010). Convergências e transmidiação da ficção televisiva: Obitel. São Paulo (Brasil): Globo.

MACHADO, A. (1999). Pode-se falar em gêneros na televisão? Revista Famecos, 10, 142-158.

MARTÍN BARBERO, J., HERLINGHAUS, Hermann (Ed.). (2002). Narraciones anacrónicas de la modernidad: melodrama e intermedialidad en Amérixca Latina. Santiago de Chile: Editorial Cuarto Propio.

MARTINS, A. V.; SORAES, T. (2011). As narrativas cross e transmídia e as características do webjornalismo no Globo Esporte. Conexão-Comunicação e Cultura, 10(20), 56-76.

MARTINS, A.V. (2011). Experiência das Narrativas Cross e Transmidiáticas no Webjornalismo. Logos, 18(1), 18-31.

MAZZIOTTI, N. (1995). El espectáculo de la pasión. Las telenovelas latinoamericanas. Buenos Aires (Argentina): Ediciones Colihue SRL.

MAZZIOTTI, N. (2006). Telenovela: industria y prácticas sociales. Bogotá (Colombia): Grupo Editorial Norma.

MEDINA, M.; BARRÓN, L. (2010). Television Soap Operas on a Global Scale. Palabra Clave, 13 (1), 77-97.

MORGABO, F. (2012a). TV para latinos em inglês [Blog] Disponível em de http://goo.gl/IpsZ4W

MORGABO, F. (2012b). Caso Univision: hispanidade multimídia. Disponível em http://goo.gl/79ohRB

ORTIZ, R.; BORELLI, S.H. S. e RAMOS, J. M. O. (1989). Telenovela: história e produção. São Paulo: Brasiliense.

PALLOTTINI, R. (1998). Dramaturgia de televisão. São Paulo (Brasil): Moderna.

PINÓN, J.; MANRIQUE, L. y CORNEJO, T. EE.UU. (2012). Los cambios demográficos en la población latina y las estrategias de la industria de la televisión hispana. En: Maria Immacolata VASSALO, Mª I. y OROZCO GÓMEZ, G. Transnacionalização da ficção televisiva nos países Ibero-Americanos: Obitel. São Paulo (Brasil): Globo.

PORTAL OBITEL. Disponível em http://obitel.net

QUICO, C. (2004). Cross-media em emergência em Portugal: o encontro entre a televisão interactiva, as comunicações móveis e a Interne. Em Televisão Interactiva: conteúdos aplicações e desafios. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa (Portugal): CRL.

SOTO, M. (1996). Telenovela-Telenovelas. Buenos Aires (Argentina): Atuel.

TELEMUNDO. (2012) [web] http://goo.gl/ddl2va

ULCHUR COLLAZOS, I. (2010). Betty, la fea: la suerte de la inteligencia. Revista Latinoamericana de Comunicación CHASQUI, 71.

VALLEJO, J. A. (2012). A Conversation About Identity. Disponível em http://goo.gl/wifi4L




DOI: https://doi.org/10.14198/MEDCOM2016.7.2.18





Copyright (c) 2016 Revista Mediterránea de Comunicación conserva los derechos patrimoniales (copyright) de las obras publicadas, y favorece y permite la reutilización de las mismas bajo la licencia de uso CC BY-SA 3.0 ES.

URL de la licencia: http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/es/