Cultura da convergência: análise do consumo transmidiático da série House of Cards

Fernanda Vasques-Ferreira, Stephanie-Caroline Magalhães-Costa

Resumen

Esse artigo tem como objetivo principal compreender como estão sendo consumidos os seriados, em especial a série House of Cards, levando em consideração as novas possibilidades trazidas pela convergência digital e o consumo dos espectadores. A hipótese aqui levantada é de que os seriados estão se alterando com as novas tecnologias para ter uma maior interação e relação com o seu público. A metodologia é baseada nas reflexões teóricas de Jenkins (2008), como Cultura da Convergência, Transmídia e Cultura Participativa. Também são trazidas questões ligadas à identidade no contexto digital, com análise dos conceitos de Santaella (2002) e Silva (2014). Desta maneira, as considerações finais apontam a estratégia de narrativa transmídia das séries, em especial da série House of Cards, que conecta o público e gera uma proximidade com a série, tornando o mundo fictício mais próximo e mais palpável. 


Palabras clave

Consumo transmidiático; séries; convergência digital; house of cards; séries

Referencias

Baccega, M. (1998). Recepção: nova perspectiva nos estudos de Comunicação. Comunicação & Educação, (12), 7-16. http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v0i12p7-16

Castells, M. (1999). A sociedade em rede: A era da informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra.

Costa, M. E. B. (2011). Grupo Focal. En Duarte, J. y Barros, A. (Eds.), Métodos e Técnicas de Pesquisa em Comunicação (pp. 180-192). São Paulo: Atlas S. A.

Fischermann, V. T. (12/03/2016). Intrigen wie bei "House of Cards". Zeit online. Disponible en https://goo.gl/srzqWm

Frank Underwood 2016 (2016). Disponible en https://goo.gl/coZdLQ

Gosciola, V. (2004). Roteiro para as Novas Mídias. En XXVII Congresso Brasileiro De Ciências Da Comunicação. Intercom, Rio Grande do Sul, Brasil.

House of Cards Brasil (16/03/2016). Twitter [Post]. Disponible en https://goo.gl/SwOV49

House of Cards Brasil (04/03/2016). Facebook [Post]. Disponible en https://goo.gl/zfzerv

House of Cards Brasil (04/03/2016). Facebook [Post]. Disponible en https://goo.gl/zgHtao

Jenkins, H. (15/01/2003). Transmedia storytelling. Moving characters from books to films to video games can make them stronger and more compelling. MIT Technology Review. Disponible en https://goo.gl/8ipoGQ

Jenkins, H. (2006). Fans, Bloggers and Gamers: exploring participatory culture. New York: University Press.

Jenkins, H. (2008). Cultura da Convergência. São Paulo: Aleph.

Lemos, A. (2002). Cibercultura: Tecnologia e Vida Social na Cultura Contemporânea. Porto Alegre: Sulina.

Lévy, P. (1999). Cibercultura. São Paulo: Editora 34.

Lévy, P. (2007). A Inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Loyola.

Malhotra, N.K. (2001). Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. Porto Alegre: Bookman.

Martín-Barbero, J. (1997). Dos meios às medições: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ.

Pavão, M.V.S. (2011). A construção da identidade em ambientes digitais: Uma análise da Esquizofrenia Digital no Twitter. São Paulo, Universidade de São Paulo.

Pérgola, A.C. (2016). O cinema e a produção audiovisual: Um estudo preliminar sobre as novas formas de distribuição na Internet. Disponible en https://goo.gl/nP8ADK

Rheingold, H. (1996). A comunidade virtual. Lisboa: Gradiva.

Ross, S.M. (2008). Beyond the Box: Television and the Internet. Oxford: Blackwell Publishing. https://doi.org/10.1002/9781444304817

Santaella, L. (2001). Comunicação e pesquisa: projetos para mestrado e doutorado. São Paulo: Hacker Editores.

Santaella, L. (2002). Culturas e artes do pós-humano: da cultura das mídias à cibercultura. São Paulo: Paulus.

Silva, M.V.B. (2014). Cultura das séries: forma, contexto e consumo de ficção seriada na contemporaneidade. Galáxia, (27), 241-252. http://dx.doi.org/10.1590/1982-25542014115810

Silva, R. (04/03/2016). Frank Underwood ganha capas de revistas e jornais em ação de “House of Cards”. B9. Disponible en https://goo.gl/LrksHC

Veja. (04/03/2016). Facebook [Post]. Disponible en https://goo.gl/Ioa9hu




DOI: https://doi.org/10.14198/MEDCOM2018.9.1.21





Copyright (c) 2018 Revista Mediterránea de Comunicación / Mediterranean Journal of Communication

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.